COMPARTIR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

A empresa multinacional de telecomunicações, Angola Cables, anunciou que assinou um Memorando de Entendimento com a banda larga Infraco.

A banda larga Infraco oferece ampla cobertura de rede de longa distância regional e conectividade da SADC. Do ponto de vista da conectividade sul-africana, a banda larga Infraco tem atualmente mais de 14.960 km de redes de fibra em toda a geografia sul-africana. Também possui 156 pontos de presença (PoPs) que fornecem um ambiente de rede nacional estável e de alta capacidade.
O presidente da Angola Cables, António Nunes, afirmou que a associação facilitará a conectividade à internet em África. “Com nossa conectividade internacional e nosso alcance por meio de nossas redes submarinas e da extensa rede terrestre da Broadband Infraco, temos uma oportunidade real de acelerar coletivamente a conectividade no continente”, acrescentou Nunes.
“Agora há uma possibilidade real de conectar o Brasil e a África do Sul com as outras nações BRICS da Rússia, Índia e China através de uma conexão de alta latência e baixa latência”, disse Nunes. “Essa conexão, juntamente com nossa rede robusta, acelerará a cooperação internacional em múltiplos níveis, promoverá o desenvolvimento econômico e acelerará projetos que permitirão novas oportunidades para a troca de conteúdo digital em toda a região”.


Andrew Matseke, CEO da Broadband Infraco, disse que a parceria é fundamental para o desenvolvimento da conectividade digital na África do Sul e na África. “Temos conectividade de fibra e opções de COP para todos os países vizinhos da SADC. Através das redes submarinas da Angola Cables, SACS e Monet, a Broadband Infraco terá a capacidade de partilhar tráfego internacional e conteúdo que poderá abrir novas oportunidades de negócio para os países da SADC. ”
Nunes acrescentou: “A Angola Cables também estará em condições de apoiar o nosso novo parceiro em outros projectos que são de importância nacional e requerem conectividade de rede global. Um exemplo disso é o projeto Square Kilometre Array (“SKA”), o maior telescópio do mundo, onde a Broadband Infraco é a principal fornecedora de capacidade internacional para a Europa. Dados os grandes requisitos de dados, as informações científicas podem agora ser compartilhadas com outras entidades.
“A cooperação entre as duas empresas também promoverá as sinergias dos canais de negócios. “Isso oferece aos consumidores sul-africanos uma melhor utilização, baixa latência ou ‘experiência sem demora’ que beneficia especialmente a comunidade de jogadores ou outros usuários que exigem mais largura de banda pela rota SACS para a América do Sul”, concluiu Nunes. .
Fonte: BiztechAfrica

COMPARTIR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

NO COMMENTS

DEJAR UN COMENTARIO